Get Adobe Flash player

Pesquisar este blog

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Caravana Nacional das Prerrogativas terá início no Paraná, em 9 de agosto.



Curitiba (PR) e Brasília (DF) – Na semana em que se celebra o Dia do Advogado, o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, dará início à Caravana Nacional das Prerrogativas. No dia 9 de agosto, ele estará na sede da OAB Londrina, onde abrirá os trabalhos, marcados para 20h.

O presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Jarbas Vasconcelos; o vice, Cássio Telles; e o procurador nacional de Defesa das Prerrogativas, Charles Dias, também estarão presentes.

“A OAB deve ir aonde o advogado está, independentemente de distância ou condições de acesso, para avaliar as condições de seu trabalho e garantir o irrestrito cumprimento das prerrogativas. Elas são sagradas e essenciais ao Estado Democrático de Direito. Por isso as caravanas são fundamentais, pois permitem vivenciar os reais cenários e situações enfrentados pelo advogado no seu dia a dia”, aponta Lamachia, que estabeleceu a defesa da dignidade profissional dos advogados como uma das prioridades desta gestão.

Tanto Jarbas Vasconcelos quanto Charles Dias destacam a importância deste caráter itinerante. Para eles, "as caravanas representam um movimento da advocacia no sentido de reafirmar a valorização da profissão, além de assegurar o livre e desassombrado exercício da atividade, previsto no artigo 133 da Constituição".

No dia seguinte à abertura em Londrina, 10 de agosto, a Caravana segue para a região de Cascavel, também com a presença do presidente Lamachia e dos dirigentes da Comissão e da Procuradoria Nacional de Prerrogativas. Estão programadas uma visita à Penitenciária Federal de Catanduvas, às 14h, e a discussão sobre prerrogativas, na sede da OAB Cascavel, às 17h.

Em 11 de agosto, quando se comemora o dia do advogado, a caravana fecha o ciclo paranaense na sede da Seccional, em Curitiba, às 9h.


A diretoria da OAB Paraná destaca que o tema da caravana é pertinente para toda a advocacia, dadas a escalada recente de restrições às prerrogativas profissionais da classe. Por isso, a diretoria espera o envolvimento das associações estaduais de advogados e também das comissões da seccional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário